Ricardo Oliveira
Escritor, Poeta, Cientista da Religião, Professor e Colunista
Capa Meu Diário Textos Áudios E-books Fotos Perfil Livros à Venda Prêmios Livro de Visitas Contato Links
Textos
ABSOLUTA VERDADE
Não há como evitar,
O despertar do meu sono,
Sem estar em um imenso estado,
De vivência em meio ao abandono.

Nesta certeza da alma,
Que no caos consegue a calma,
Em tudo o que representa,
Conhecer o pouco de si.

Até mesmo a cena,
Menos imprevisível de ser,
Ainda que não estejas nela,
Eu te vejo por trás de um espelho.

Revelado no principal ato,
No palco em que surge a tarde,
De um jeito tão longe... perdido,
Da energia de um teatro vivo!

E tudo vem a ser encontrada,
Quando em breves pensamentos,
Visualizo a pequena curva,
Cuja estrada não existe sem você.

Então, me deparo com o ser,
Que age dentro de mim, insistente,
Louco pra enxergar a porta,
Levando-me a ilusão de seu rosto.

No qual, muitas vezes está nu,
E em outras, aparece encoberto.
Isso, por atemporalidade de luz,
Envolvendo os sentidos despersos.  

Sugiro que não me faça esperar,
Convencendo-me de te deixar ir...
Pois é em ti a razão do desespero,
Ansiar tanto pela absoluta verdade.
Ricardo Oliveira (Poeta)
Enviado por Ricardo Oliveira (Poeta) em 23/08/2020
Copyright © 2020. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Comentários

SAIBA MAIS, CLICANDO NA IMAGEM

AQUI NO SITE!
Capa Meu Diário Textos Áudios E-books Fotos Perfil Livros à Venda Prêmios Livro de Visitas Contato Links