Ricardo Oliveira
Escritor, Poeta, Cientista da Religião, Professor e Colunista
Capa Meu Diário Textos Áudios E-books Fotos Perfil Livros à Venda Prêmios Livro de Visitas Contato Links
Textos
PLASMAS TEU ROSTO 
Tu que derramas a beleza,
Em ti mesma a qual flamejas,
Como mosteiro hierático,
Sem ter culpa alguma nos lábios.

E então, plasmas teu rosto,
Com o encanto em sua harmonia,
Suavizando o essencial corresponsável,
Pela ação de toda a forma merecida.

Esta a estar no eixo misterioso,
Existencial na floresta não descrita,
Mas, o tempo mostra quem sois:
A criatura além da sentença efêmera.

Portanto, as águas te banham,
Vão modelando o inteiro corpo,
Desvendando partes da alma...
Como podes ter tanto?

04/09/2020.

 
Ricardo Oliveira (Poeta)
Enviado por Ricardo Oliveira (Poeta) em 05/09/2020
Copyright © 2020. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Comentários

SAIBA MAIS, CLICANDO NA IMAGEM

AQUI NO SITE!
Capa Meu Diário Textos Áudios E-books Fotos Perfil Livros à Venda Prêmios Livro de Visitas Contato Links